RADIO CIDADE 103,1 FM - Site Oficial
  NOTÍCIAS | Fique ligado nas informações do momento
 
 
Davizinho e família dizem que 40% pedidos por Mumuzinho motivaram o fim de parceria
"Amizade é amizade, negócio é negócio", disse pai de menino em relato divulgado nas redes sociais nesta quinta-feira (18).



Davizinho e a família dele se pronunciaram nesta quinta-feira (18) em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio, sobre o rompimento da parceria com Mumuzinho. Segundo eles, o motivo da separação foi um novo contrato que apresentava cláusulas abusivas, onde 40% de tudo que o jovem fizesse deveria ser destinado ao cantor.

Davizinho informou que sempre foi grato à Mumuzinho, mas não aceitou a proposta.

O pai de Davizinho disse que considera o cantor, mas não concorda com a atitude dele em relação ao contrato oferecido.

Segundo Lídia Merlin, advogada do jovem, Mumuzinho queria que ele assinasse um contrato com uma multa rescisória de R$ 3 milhões.

Um dos empresários de Davizinho, Diego Sodré, informou que a parceria entre os cantores foi encerrada há duas semanas. Ele disse ainda que o jovem segue a carreira e está com a agenda cheia até outubro.

Segundo a assessoria de imprensa de Mumuzinho, não existiu o novo contrato. "Existiu uma minuta que estava sendo negociada e essa minuta era diferente. A gente ia justamente sentar para negociar. Era 40% Mumuzinho e 60% do artista Davizinho", divulgou a assessoria do cantor.

Ainda de acordo com a assessoria, esse novo contrato que seria negociado não seria mais um contrato de produção e sim um contrato de empresariamento.

"Esse contrato não chegou a ser assinado, porque estava sendo negociado, por conta do bruto e do liquido, que inclusive o Mumuzinho em reunião aceitou ser 40% de royalty. Mas não chegou a ser assinado nem consertado, porque aí foi onde entraram com os novos empresários", diz a nota.


 
  Data: 19/07/2019